Mesários recebem treinamento até 24 de setembro para as eleições em SC
Quarta, 31 de Agosto de 2016 às 08:15
Primeiras turmas foram as de Itajaí e Botuverá, ambas no Vale do Itajaí. Ao todo, 66 mil mesários serão preparados para atuar nas eleições
Começou no último sábado (27) o treinamento dos 66 mil mesários que atuarão nas próximas eleições municipais em Santa Catarina. A capacitação ocorre até 24 de setembro nas 105 zonas eleitorais do estado. As primeiras turmas foram as de Itajaí e Botuverá.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o objetivo é preparar o mesário para atuar nas seções eleitorais, atendimento ao eleitor, votação, sigilo e liberdade do voto e, ainda, sobre o funcionamento da urna eletrônica.

O primeiro turno ocorre em 2 de outubro.

Treinamento

No total, 150 presidentes de mesa e mesários foram treinados em Itajaí. Em Botuverá, foram 28 presidentes de mesa, mesários e delegados de prédio, conforme o órgão.

Ainda de acordo com o TRE, as 105 zonas eleitorais de Santa Catarina devem promover o treinamento até 24 de setembro. Os mesários são convocados pela internet, pelos correios e, em último caso, por oficial de justiça. A listagem pode ser consultada pelo site do órgão.

Os treinamentos duram duas horas, são obrigatórios e a ausência pode causar multa. Além de palestra, a capacitação compreende uma verificação dos equipamentos, a rotina do dia de votação e a preparação prática nas urnas.

Conduta no dia da eleição

Os mesários devem chegar ao local de votação até as 7h da manhã e conferir se todos os materiais da mesa receptora estão presentes no dia das eleições. Depois, devem checar se a urna está funcionando. Em seguida, deve ser impressa a zerésima, o documento que comprova que nenhum voto foi registrado na urna.

Os eleitores poderão votar das 8h às 17h. Depois disso, os mesários devem imprimir o boletim de urna e guardar todos os equipamentos para serem entregues à junta eleitoral.

A preparação dos mesários também é destinada a atender os eleitores que pretendem justificar o voto ou votar em trânsito, que precisem de áudio da urna, no caso dos deficientes visuais, e que votam com o sistema biométrico.
G1/SC
Imagens
Comentários