Lua de sangue é vermelha pela mesma razão que faz o céu ser azul; entenda
Terça, 24 de Julho de 2018 às 11:07
Eclipse desta sexta-feira terá fenômeno. Tudo tem a ver com as cores (do arco-íris) e sua capacidade de se espalhar na atmosfera.
Na próxima sexta-feira (27), o planeta Terra vai passar pelo mais longo eclipse lunar do século. Será 1h42 de fase total – quando o satélite ficará inteiro "escurinho" – acompanhado de um fenômeno chamado "Lua de sangue". Esse fenômeno, que dá à Lua um tom avermelhado, é provocado pelos mesmos fatores que fazem o céu ser azul.

No eclipse, Sol, Terra e Lua ficarão alinhados, e nosso planeta bloqueará a passagem dos raios solares até o satélite. A forma como as cores são "desviadas" ao passar pela atmosfera e a posição dos astros criarão o tom vermelho.

Para entender a "Lua de sangue" é importante saber como os raios solares se comportam na atmosfera. A luz solar é a soma de todas as cores. Quando essa luz chega na camada de ar da Terra, cada cor se espalha de uma forma. Vale lembrar da sequência de cores do arco-íris:

violeta
anil
azul
verde
amarelo
laranja
vermelho

Nessa escala, quanto mais perto do violeta, mais se espalha na atmosfera. Quanto mais perto do vermelho, menos se espalha.

"As cores da luz do Sol são afetadas de maneira diferente. A luz mais azul é muito mais afetada, mais espalhada à medida que vai passando", explica Thiago Signorini Gonçalves, da Sociedade Astronômica Brasileira.


Fonte:G1 SC /Jornal Oeste Popular
Imagens
Comentários