Incêndio na Rússia mata 64 pessoas, entre elas, 41 crianças
Quarta, 28 de Março de 2018 às 07:58


O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou nesta terça-feira (27) que uma “negligência criminosa” causou o incêndio que deixou 64 mortos – entre eles 41 crianças- em um shopping em Kemerovo, segundo a CNN e a BBC. Em visita ao local da tragédia, ele prometeu punição severa para os responsáveis.

O incêndio no shopping Winter Cherry começou, na noite de domingo (26), em um momento em que o estabelecimento de quatro andares estava lotado. A imprensa russa afirma que a maior parte do teto desabou, atingindo um trampolim infantil e um complexo de cinema. Segundo a agência russa Interfax, estavam as 41 crianças.

O Comitê Investigativo da Rússia constatou que havia diversas “sérias violações” de segurança no shopping. Investigadores disseram que as saídas de emergência do shopping estavam bloqueadas e que o sistema de alarme estava desligado. As autoridades russas afirmaram que um técnico de segurança “desligou o alarme de incêndio” após ser alertado do fogo.

Ao menos 15 pessoas permanecem hospitalizadas, entre elas, três crianças, segundo a agência Tass, citando os serviços de emergência.

De acordo com a BBC, centenas de pessoas participaram de um protesto em Kemerovo, que fica a 3.600 km de distância de Moscou. O prefeito, Ilya Seredyuk, tentou falar, mas suas palavras foram abafadas por brados pedindo sua renúncia.

Muitos moradores não acreditam no saldo oficial de 64 mortos e suspeitam que centenas de pessoas morreram no incêndio e que um acobertamento de informações está em curso, algo que Putin negou categoricamente, segundo a Reuters.

Três dias de luto oficial foram decretados na cidade que tem como atividade principal a mineração de carvão.O shopping foi aberto em 2013 e tem cerca de 23 mil metros quadrados. Nela funcionam, além das lojas e do cinema, um pequeno zoológico, um boliche e um centro infantil.

Foto: EFE/Alexander Patrin

Fonte: G1
Imagens
Comentários