Banco do Brasil lança pré-custeio para safra 2018/2019
Quarta, 31 de Janeiro de 2018 às 08:18
Recurso deve ser utilizado na compra de insumos
O Banco do Brasil realizou um evento de lançamento do pré-custeio nesta terça-feira, 30. Compareceram no ato, em Rio Verde, Goiás, o presidente Michel Temer, além do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, que afirmou, na ocasião, que os R$ 12,5 bilhões anunciados ajudam a estrutura a safra 2018/2019, uma vez que os produtores podem comprar insumos em melhores condições de negociação.

O custeio antecipado permite a produtores rurais condições diferenciadas de negociação com fornecedores de insumos (sementes, herbicidas, inseticidas). As operações se destinam a financiar lavouras de soja, milho, arroz, algodão e café, com taxas de juros de 7,5% ao ano a 8,5% ao ano, pelo prazo de até 14 meses. O financiamento pode ser acessado via mobile, com teto de financiando de R$ 3 milhões por produtor.

O ministro Blairo Maggi aproveitou para alertar Michel Temer sobre inciativa no Congresso Nacional de retirada da Lei Kandir. A lei isenta de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) produtos destinados à exportação. “Estão querendo taxar o agronegócio em Goiás, no Mato Grosso, no Pará, no Rio Grande do Sul. Não façam isso, não mexam com o agricultor, porque é ele que dá sustentação ao país. Portanto, fica presidente um alerta a vossa excelência, também ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Minha posição é contrária a qualquer taxação ou criação de qualquer novo imposto sobre o setor que mais dá certo no Brasil”, disse.
Debora Theobald, com informações do Ministério da Agricultura
Imagens
Comentários