Garoto colombiano que ajudou a resgatar sobreviventes visita Arena Condá
Sábado, 28 de Outubro de 2017 às 15:56
Johan Ramirez esteve pela primeira vez em Chapecó\r\n
O garoto colombiano que ajudou no resgate às vítimas da tragédia aérea que deixou 71 mortos em novembro de 2016 visitou nesta sexta-feira (27), a Arena Condá. Foi a primeira vez dele em Chapecó.

Johan Ramirez, de 16 anos, foi o primeiro a chegar ao local do acidente. Com uma lanterna, ele guiou as equipes de resgate pelo caminho mais curto até o local da queda do avião da LaMia.

O adolescente ficou conhecido como o "menino anjo" e tenta esquecer o que viu naquele dia.

Ele diz que prefere pensar nas coisas boas.

“Isso foi muito triste e vai ficar marcado por toda vida, mas também foi algo que uniu o esporte, todos se solidarizaram com a tragédia”, afirma.

Acompanhado do Camerata Vocal da Colômbia e vestindo camiseta e boné da Chapecoense, ele ficou na arquibancada e reencontrou sobreviventes.

“Nós fizemos parte da história da Colômbia. Queríamos que todos estivessem aqui, infelizmente 71 não estão, mas se seis estão vivos é graças ao trabalho de socorro que todos fizeram, dos médicos, os hospitais”, diz o único jornalista que sobreviveu, Rafael Henzel.

No quintal de casa, Johan plantou seis árvores, uma para cada sobrevivente do acidente.

“Que sigam adiante, que todos valorizem a vida, que é muito bonita, que desfrutem cada dia como se fosse o último”, aconselha o garoto.
G1/SC
Imagens
Comentários